DE-27.1

Depoimento de Luís Portinari

[1983]
Download

Informações Gerais

Código
DE-27.1
Título
Depoimento de Luís Portinari
Resumo
Nascimento em Brodowski; o estudo na escola dos padres; a ida de Candinho para o Rio com treze anos; as dificuldades de Portinari no Rio de Janeiro; o medo adquirido na infância; a morte do irmão mais novo; as histórias contadas pela "Nonna"; lembrança de tio Bepe; o gosto de Candinho pelo cinema; a "Nonna" de Jardinópolis; as dificuldades financeiras da família; a bondade do pai; o elogio à mãe; as idas com a mãe a Jardinópolis; ajuda ao pai na confecção de cadeiras; a ida de Zé para o Rio em 1933; aprende o ofício de sapateiro com o irmão Paulino; viaja para o Rio com Candinho; a viagem para Washington; o hábito do trabalho; o trabalho no ateliê de Candinho; o temperamento explosivo do irmão; o amor de Portinari pela família; a habilidade de Bianco em lidar com Candinho; Maria; a paixão de Portinari pela pintura; a separação de Maria e Portinari; os passeios com João Candido; o prazer de Portinari em receber os amigos; as manobras de Maria em favor dos cunhados; o material usado por Portinari para pintar; a exposição do Museu Nacional de Belas Artes/MNBA em 1943; viagem a Paris; edição de "Cheiro da Terra" de Caio Mello Franco; Sociedade dos Cem Bibiófilos; cuidado e limpeza do ateliê de Candinho; o convívio com os amigos intelectuais de Portinari; as pesquisas de Portinari antes de começar um trabalho; a dificuldade de fazer afrescos; histórias de Portinari; a capacidade de trabalho de Portinari; o prazer de trabalhar com o irmão; a oportunidade de aprender escultura em Washington; o encontro com Maria Clara Machado; a briga de Candinho com o embaixador em Washington; Portinari faz o retrato de Rockefeller; a intuição da morte nos poemas de Portinari; a "Série Bíblica"; a competição artística entre São Paulo e Rio; o inventário da obra de Portinari; Kaminagai; a fábrica de molduras; a impossibilidade de Portinari em exercer um cargo político; a sensibilidade de Portinari; as viagens de Candinho a São Paulo; a visita de René Huyghe a Brodowski; as brigas de Portinari e Leônidas Autuori; primeira visita de Maria a Brodowski; o convívio com Capanema; o elogio de René Huyghe a Portinari; a pesquisa do material de pintura na obra do Ministério da Educação e Cultura/MEC; as obras de Portinari em Brodowski; a irmã Tata; o gosto de João Candido pelo violão.
Área geográfica
Idioma

Função / Papel

Responsável
Alícia Beatriz Nigri téc. somPessoa
Helena Strauss transcr.Pessoa
Maria Christina Guido entrev.Pessoa
Depoente

Dados Físicos do Documento

Natureza do documento
OriginalNatureza do documento
Condição
BoaEstado de Conservação
Notas
Entrevista realizada em 3 de agôsto de 1983.
Observações
Matriz: 3 fitas rolo Cópia: 3 CDs Depoimento transcrito

Descritores (citados/retratados)

Pessoa 67
Evento 2
Obras 28

Relações

Documento relacionado 3

Informações do Depoimento

Qtd. Entrevistas
1
Qtd. Matrizes
3
Numero de cópias
3
Duração
3h
Folhas transcritas
1
Acesso restrito
Transcrito

Similares

 
APOIO
PATROCÍNIO
REALIZAÇÂO